Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket
Photobucket

Realizando Um Sonho...

Postado por Gustavo Alkmin On 10:56

:: GILLETTE STADIUM ::

Para você que visita diariamente a Comunidade do Patriots no Orkut provavelmente conhece o João Nogueira, ou JN, que ficou famoso pelos seus famosos "Top 5" antes de cada jogo. Pois bem, o João visitou o Gillette Stadium e assistiu o jogo contra o Jaguars na semana 16. Essa semana convidei o João para nos contar como foi essa experiência. Espero que gostem:


Do Maracanã para Gillette Stadium

6 horas da manhã. O sol ainda nascia na Big Apple, mas eu já estava de pé, acordando meus pais, para o que seria uma das melhores viagens da minha vida. Um carro alugado, com GPS, pois sem ele só chegaríamos lá no jogo de Wild Card, e não no dia 27/12.
Assim começava uma viagem de 5 horas para um estádio em Massachusetts, com direito a caminhos errados e uma cidade de esquilos, onde veria pela primeira vez, e, Deus queira, não a ultima, uma partida dos New England Patriots. Minha primeira visão do estádio foi, para dizer o mínimo, inesquecível.


Encaramos uma fila enorme para entrar no estádio. E um tanto confuso, já que a entrada era separada entre mulheres e homens, por medidas de segurança. Só conseguimos entrar depois do início do jogo, mas ainda deu para comprar um cachorro-quente. Pequeno, que já era do tamanho do meu antebraço. Mas o que importa é que eu estava lá, bem na hora de ver a corrida do Maroney para o Fumble!


E que Fumble! O grito da torcida, e estar presente nisso, foi tão bom quanto qualquer touchdown que eu já tenha visto na TV. Por isso eu digo, Obrigado Maroney.
Passado um piscar de olhos, no frio de meros–2 graus, eu vi, lá de perto, 4 Touchdowns. Espetacular.


Cada grito de “Defense!” da torcida, a já tão famosa brincadeira do Randy Moss da platéia, que estava sentado no setor abaixo do meu, as gritarias de um bêbado no meu lado(Sim, cervejas tem a rodo por lá), as zoações dos “patriotas” contra os “jaguares” que, em completa paz, sentavam-se juntos no estádio, tudo aconteceu, tão rápido. E já tinha chegado o intervalo, onde as Cheerleaders apareceram para animar(trocadilho não – intencional) a torcida. E antes que pudesse pensar reclamar, começara o 2nd half que, por mais que o placar tenha tido uma certa “falta de emoção”, pois teve apenas 2 touchdowns (1 nosso, 1 deles), foi, simplesmente demais!


Faltando 5 minutos, com o jogo já ganho, minha mãe pede para ir (BLASFÊMIA), mas como quem dirige é ela, saio do estádio com uma sorriso de orelha a orelha. Encarei outra fila para sair, para depois refazer o trajeto para casa, que continha: Um engarrafamento na saída do estádio, um engarrafamento em NYC e, mais importante, um brasileiro, cujo o sonho havia sido realizado.


4 comentários

  1. Raphael Said,

    q inveja, cara auhauhauh

    Posted on 13 de janeiro de 2010 18:45

     
  2. Emerson Said,

    Simples fantástico!!!

    Posted on 19 de janeiro de 2010 16:39

     
  3. kaminski Said,

    porra! eu falo la na comunidade que vi o jogo contra o Ravens e ninguém me da uma reportagem?! xD

    só ruim de escrever, mas se quiser fotos tão todas no meu orkut gustavo.

    Caio Kaminski

    Posted on 22 de janeiro de 2010 13:46

     
  4. xandre Said,

    Parabéns , deve ter sido uma experiência incrivel.
    abraço de portugal

    Posted on 27 de janeiro de 2010 15:17

     

@ Twitter

Visitas